História das Bandas de Música

História das Bandas de Música

Século XVIII
Surgem, no Rio de Janeiro, as primeiras Bandas de Música, formadas por barbeiros – escravos em sua maioria – que tocavam fandangos, dobrados e quadrilhas, em festas religiosas e profanas.

1831
São criadas as Bandas de Música da Guarda Nacional, e esta arte se espalha pelo país.

1896
Anacleto de Medeiros funda a mais famosa de todas as Bandas de Música: a do Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro.

Século XX
As Bandas de Música se transformam em uma das mais populares manifestações da cultura nacional: onde havia um coreto, existia uma bandinha, orgulho da cidade. Nas Bandas, formaram-se músicos profissionais e amadores, eruditos e populares, como Patápio Silva, Anacleto de Medeiros e Altamiro Carrilho, entre muitos outros.

As Bandas também foram centro gerador de novos gêneros musicais e de vasto repertório de chorinhos, marchas e dobrados.

Com o desenvolvimento da cultura de massa, porém, esta rica e alegre tradição brasileira começou a correr sério risco de extinção. Era necessário realizar uma política de Estado para apoiar o desenvolvimento desse trabalho: objetivo do Projeto Bandas de Música, criado pela Funarte em 1976.